Opinião Sincera | All Or Nothing: Manchester City

 

Há pouca coisa nessa vida mais emocionante que o esporte, pois é nele que é expressada a máxima capacidade humana de se superar, de competir e buscar a perfeição. É justamente essa a proposta da série documental “All Or Nothing”. É uma produção original da Amazon, que busca acompanhar o dia a dia de esquipes vencedoras e/ou que tiveram grandes histórias de superação durante uma temporada. Já tendo documentado o lendário time de Rugby, All Blacks; os times de futebol americano Arizona, Cardinals, Dallas Cowboys e Los Angeles Rams; o time de futebol americano universitário, Michigan Wolverines e, agora, o atual campeão de um dos campeonatos de futebol mais disputados do mundo, o Manchester City, que foi campeão da Premier League na temporada 2017/2018.

A série documental é narrada pelo lendário ator britânico Ben Kingsley (“A Lista de Schindler”, “A Ilha do Medo”, “Homem de Ferro 3”). O foco da série claramente está na figura do treinador Pep Guardiola. É mais ou menos como se fizessem um documentário sobre a Apple destacando Steve Jobs. Guardiola é o coração do time, é a mente por trás de um sistema tático vencedor, que por onde passou foi vitorioso: pelo Barcelona, Bayern de Munique e agora o Manchester City. Na série, é evidente a dedicação do treinador, como cenas em que o time está viajando de avião e, enquanto todos estão dormindo, ele está analisando táticas e estudando escalações.

A cada episódio pelo menos 2 jogadores são escolhidos para que o documentário entre um pouco mais na sua particularidade. É extremamente interessante ver o dia a dia de grandes jogadores como Sergio Aguero, Kevin De Bruyne, Gabriel Jesus, etc. Já que há cenas em que eles estão buscando seus filhos na escola, brincando com eles, almoçando em família e tendo pensamentos mais reflexivos. Isso nos ajuda a entender o lado humano do atleta que é tratado como máquina. Isso, aliado à marcante narração do Ben Kingsley, deixa a série com um caráter marcante, com notas de emoção e empolgação.

Além de observar a parte superficial de um time, que são os jogadores e o técnico, o documentário adentra na estrutura do clube, mostrando os bastidores da negociação de jogadores, todas as consequências que a lesão de um jogador causa no planejamento da equipe, entre outros aspectos que ocorrem por trás da cortina de um time vitorioso. Uma coisa interessante que foi retratada no documentário é o dia a dia dos funcionários do clube e como eles interagem com os jogadores, o roupeiro, o massagista, a equipe de fisioterapia, etc, mostrando que, para ganhar um campeonato, é necessário que a estrutura do clube esteja fluindo como um todo e isso é muito bem retratado ao longo dos episódios, pois equipe e funcionários interagem fantasticamente. O clima do clube é tão bom que te coloca dentro da comemoração de vitória dos jogadores, te fazendo sentir feliz por aquela conquista.

De modo geral, a série te coloca dentro do clube, fazendo você sentir que está lá pessoalmente, pois as câmeras se comportam como uma pessoa assistindo uma conversa. Se você não virar torcedor do Manchester City após esse documentário, não sei o que vai fazer.