Resumo Mundial LOL 2018 | Expectativas para a grande final

 

Esse campeonato surpreendeu a todos de forma inacreditável, pois já começamos com a não participação de Faker e companhia. Também tivemos, desde a semifinal, apenas um representante asiático, o que mostra como o cenário mudou, e a queda/saída de algumas peças altera completamente todo o contexto desse campeonato.

A Fnatic voltou ao seu auge, com a liderança de Caps que já é considerado um dos melhores pro players da atualidade, e toda a Fnatic que está se mostrando uma verdadeiro time, bem unidos e voltando a ter o mesmo brilho que os fez ganhar a primeira taça anos atrás, com altas chances de este ano tirar o poder dos orientais para conseguir a sua segunda estrela. Mas essa tentativa não será fácil, apesar do contexto atual, pois eles têm a frente um time sensacional com essa aparição repentina, a “Invictus Gaming” com a boa temporada do atirador Jackeylove que está fazendo um excelente trabalho e derrubando gigantes, fazendo até a imagem do Uzi sumir um pouco do rol dos atiradores com melhor atuação.

Ambos os times se mostraram capazes de ocupar o lugar que estão agora, já que na semifinal bateram de forma fantástica tanto a C9 quanto a G2 pelo placar de 3x0, não deixando nenhum dos dois ter a menor resistência possível. Na disputa entre os ocidentais podemos perceber os pontos chaves de uma das equipes vencedoras, o posicionamento adequado nas Team Fights do mid laner, a atuação ativa do caçador Broxah que permite a rotação mais fácil dos players.

Com a final se aproximando é difícil saber que surpresas ocorrerão, mas de uma coisa podemos ter certeza, dessa série sairão jogadas sensacionais de ambos os lados e nomes vão ser escritos na história do mundial para sempre. A oportunidade que a Fnatic tem de tirar das mãos asiáticas a taça do mundial que há anos já permanece “intocada” e a Invictus que tem a chance de ser a mais nova campeã de League of Legends e garantir a soberania asiática em competições de games.