Opinião Sincera | Billions

 

Se Suits e O Lobo de Wall Street tivessem um filho, esse seria Billions. Mas por quê? Um Procurador da República arrogante, chamado Charles “Chuck” Rhodes (Paul Giamatti) está a caça de fraudes no mercado financeiro, e do outro lado, um bilionário gestor de um fundo hedge, que montou seu negócio em cima de informações privilegiadas, e se acha dono do mundo, Bobby “Axe” Axelrod (Damian Lewis). Isso já é mais do que suficiente para você ter noção do nível de conflitos que essa relação pode atingir.

A série começa com Chuck Rhodes querendo galgar novos patamares na carreira, pois deseja candidatar-se a governador do estado de Nova York. E, para isso, ele tem que demonstrar serviço e caçar um “peixe grande” do mercado financeiro, e o alvo perfeito para isso é Bobby Axelrod, pois ele é dono do maior hedge fund do país. Mas Chuck terá que ficar na cola de Axe esperando ele cometer o mínimo erro que seja. Mas há um agravante, a esposa de Chuck trabalha para Bobby, ela é uma espécie de coach dentro da empresa, estimulando e acompanhando o desempenho dos funcionários. E aí recapitulando a fórmula de conflito: dois personagens egocêntricos, com interesses totalmente opostos + uma mulher que tem relações profissionais e matrimoniais com cada um deles = CAOS!.

Axelrod sente-se desafiado. Como um procuradorzinho ousa atentar contra seu império? E, do outro lado, Chuck se pergunta o mesmo: Como um investidorzinho ousa desafiar as leis americanas? E é diante desse jogo de egos que ambos acabam colocando suas carreiras em risco, e é aí que entra Wendy Rhodes (Maggie Siff). Ela entra no meio desse conflito, não como vítima ou a figura frágil da situação, claro que ela também sofre, mas ela acaba atuando como uma “mediadora”, e até tirando vantagem da situação. No meio desse embate, ambos acabam colocando não só suas carreiras, mas suas famílias em risco também que acabam se desestruturando e nos fazendo refletir sobre até que ponto vai o ego dos dois. Até que ponto o ego dos dois vai fazer suas vidas desabarem, qual o propósito de tudo isso?

Se você adora conflitos, grandes atuações e personalidades fortes, Billions vai te prender, te fazer maratonar e se envolver com a história. E tem uma grande vantagem: só tem 3 temporadas, ou seja, dá tempo de acompanhar.