Opinião Sincera | Oh My Ghost

 

              Os seres humanos são movidos pelo desejo. Durante toda nossa trajetória, a ambição de realizar nossos objetivos é o que nos motiva, sendo algumas conquistas bem mais significativas do que outras. A finitude da vida, no entanto, pode ser um obstáculo para a realização desses sonhos. E se tivéssemos a possibilidade de tentar de novo?

              Oh My Ghost (ou Oh my Ghostess) é um drama coreano de comédia romântica que, de maneira divertida, traz à tona a questão da busca pela realização de um desejo – mesmo que, para isso, você precise utilizar meios não tão convencionais. O dorama gira em torno de Na Bong-Sun, uma assistente de cozinha introspectiva que sonha em se tornar Chef, e Shin Soon-Ae, um espírito com personalidade forte que vaga pela terra após sua morte porque guarda o rancor de ter morrido virgem, alegando que apenas seguirá seu caminho no outro mundo após realizar essa pendência.

              Na Bong-Sun trabalha como assistente no restaurante de um Chef bastante conhecido, Kang Sun-Woo, em quem ela procura se espelhar, sendo sua história de vida uma grande fonte de inspiração para a jovem. Além disso, Bong-Sun nutre uma admiração e paixão secreta pelo Chef, desejando um dia ser notada por ele. Sun-Woo, no entanto, é um rapaz egoísta e arrogante, entrando em embates frequentes com Bong-Sun por não entender o porquê de ela agir de maneira tão submissa, não sabendo lidar com esse lado dela e exigindo uma postura diferente frente às situações vivenciadas no restaurante.

              O que seus colegas não sabem é que Bong-Sun guarda um segredo: ela possui a habilidade de ver fantasmas, uma herança de sua família (sua avó é xamã) e, por isso, sempre foi bastante rejeitada pelas outras pessoas, crescendo sozinha e se tornando bastante solitária. Esse fato fez com que Bong-Sun não saiba como agir ao lidar com outras pessoas, assumindo uma postura submissa e se desculpando por tudo a todo momento, além de afetar sua autoestima. Sua relação com o Chef começa a mudar quando Shin Soon-Ae a possui, assumindo uma postura mais ativa e dona de si, fazendo com que Sun-Woo finalmente comece a prestar atenção nela.

              As cenas de Shin Soon-Ae flertando com os rapazes e procurando alguém com quem ela possa resolver seu rancor são extremamente divertidas, demonstrando que, mesmo entre mulheres, esse tipo de desejo também existe. Os colegas de Bong-Sun não sabem como reagir às suas investidas, ficando surpresos e, por vezes, constrangidos com a ousadia da colega.

              Diferente dos outros espíritos, Shin Soon-Ae não consegue se lembrar da sua vida na terra – tudo o que ela sabe é sobre seu rancor que a impede de seguir seu caminho, tendo ela apenas 3 anos para realizá-lo, caso contrário se tornará um espírito maligno. Um obstáculo para que consiga atingir seu objetivo é o fato de que, ao possuir uma pessoa e procurar um parceiro para realizar o ato sexual, o mesmo não aguenta sua energia espiritual e acaba desmaiando. Ao possuir Bong-Sun, Soon-Ae finalmente conhece uma pessoa compatível o suficiente para aguentar sua energia: Kang Sun-Woo, estando a fantasma disposta a tudo para conquistá-lo. Além disso, ao viver como Bong-Sun, Soon-Ae começa a se lembrar aos poucos de sua vida passada ao entrar em contato com pessoas que fizeram parte de sua jornada na terra: a sua família.

              A atriz Park Bo-Young (que atuou também em Strong Woman Do Bong Soo e A Werewolf Boy) interpreta a jovem Na Bong-Sun, executando de maneira brilhante o seu papel. Há uma certa complexidade envolvida em relação a representar duas personagens completamente diferentes, mas Park Bo-Young cumpriu esse desafio de maneira exemplar. Seja a própria Na Bong-Sun ou Shin Soon-Ae utilizando seu corpo, o espectador consegue perceber com clareza a diferença entre as duas personalidades, como se de fato fossem duas pessoas diferentes – o que é realmente surpreendente. A mudança é perceptível, tendo ambas as personagens suas peculiaridades em relação a trejeitos e características marcantes.

              Um ponto forte de Oh My Ghost é a química que os protagonistas têm um com o outro. Não importa a cena, é fácil ficar encantado pelas interações que ocorrem entre Kang Sun-Woo e Na Bong-Sun, fazendo com que você se sinta empolgado e torça para que o romance dê certo logo para que haja mais cenas dos dois como casal. Ainda assim, não podemos esquecer que grande parte das interações que ocorrem entre os dois são de responsabilidade de Shin Soon-Ae, o que origina  um triângulo amoroso que se encarrega de mexer bastante com nossas emoções.

              Um fato que me chamou a atenção foi em relação à caracterização da personagem Shin Soon-Ae, interpretada pela atriz Kim Seul-gi. Soon-Ae tem uma aparência diferente das personagens femininas que costumamos ver nos doramas – seu cabelo ruivo ondulado dá a ela um ar inocente, em contrapartida da sua personalidade forte, ousada e animada. Em um primeiro momento, essa diferença em relação às feições dos cabelos escuros e lisos com que estamos acostumados em dramas coreanos causa estranhamento, mas ele logo é substituído pela admiração pela beleza de Soon-Ae e pelo encanto de encontrar algo diferente e cativante, fugindo dos padrões comuns.

              Eu confesso que não sabia o que esperar quando li a sinopse de Oh My Ghost, pela primeira vez na Netflix, por isso hesitei durante muito tempo para assistir. Devo dizer que tive uma agradável surpresa quando resolvi dar uma chance ao drama, valendo a pena cada segundo que eu passei assistindo! É um drama divertido que te encanta com a sua simplicidade e delicadeza, fazendo com que você se apegue e tenha muito carinho por todos os personagens, mesmo os secundários. Embora na maior parte seja um dorama leve, em alguns momentos ele se aprofunda na trama e nos surpreende com a teia de acontecimentos, fazendo com que a gente se emocione junto com os personagens – especialmente com a adorável Soon-Ae e sua família – e se questione como a vida deles seria se tudo tivesse sido diferente. Se você quer assistir um drama que te arranque muitas risadas e sorrisos, com eventuais lágrimas no caminho, além de ter uma história envolvente te prendendo do início ao fim, Oh my Ghost é, realmente, uma boa pedida.