Resumo CBLOL | KaBuM vs Flamengo (FINAL)

 

Com uma final de superar as expectativas, a KaBuM é campeã do CBLoL 2018 e vai para o mundial. Que série, meus amigos... que série. Digno de uma final, os dois times disputaram acirradamente até o fim o titulo com jogadas impressionantes e de deixar a boca aberta. Com stomps para todo lado, tanto o Flamengo quanto a KaBuM sofreram com um forte obstáculo a vencer.

Não se esquecendo da grandiosa abertura que nos proporcionaram. A Riot Brasil realmente caprichou nessa 2º split com o rapper Emicida mostrando sua arte para a nossa comunidade e com uma explosão de imagens e cores nas telas do derradeiro palco deste grandioso confronto final.

Nessa série, de fato, os jogos foram dos caçadores Ranger e ShrimP que precisaram ter uma constante presença e movimentaram bem as partidas deixando-as aceleradas como ambas as organizações gostam e nos detalhas dando vantagens importantes para as suas respectivas equipes, mas, é claro, nunca deixando de lado a grande atuação dos outros jogadores, como TitaN, o dyNquedo, esA, Jisu e o Goku que fizeram jogos e jogadas incríveis.

Mostrando o fino nos jogos, ambas as equipes estavam com a mentalidade de terem mais uma atuação com pouco individualismo e mais pensamento em equipe (claro que tivemos picks de Le Blanc e Irélia que deram alegria para a torcida quando faziam o que sabem melhor), o que tornou difícil um destaque sem ser os que puxaram a responsabilidades para si em calls arriscadas por exemplo e os já citados antes.

Nessa série podemos destacar pontos importantes no desenrolar dos jogos. No primeiro, que apostaram em picks assassinos e que acumulavam recursos para carregar, como a Nidalee do ShrimP, e o Zed e Le Blanc dos mid laners que explodiam seus alvos.

Tivemos também o roubo de Barão do ShrimP que garantiu uma sobrevida para o FLA no terceiro jogo, mas só atrasou um pouco a obliteração do Nexus pela equipe da KBM, já que com uma jogada impressionante do adc da KaBuM o time conseguiu levar um inibidor e garantir o próximo Barão e o Ancião. Mas, como já citei antes, os atiradores brilharam e mostraram que a disputa de “pai e filho” estava fervendo. Com até triplekill dos dois na série, eles mostraram a sua melhor versão.

Com certeza depois dessa majestosa final de superar as expectativas e mostrar que a os campeões ainda tem o mesmo potencial de antes e, até mesmo, maior, podemos deitar sem preocupações sabendo que estamos muito bem representados e que os meninos da KaBuM podem mais uma vez ficar na história e dar mais um passo para o e-sports brasileiro.