Opinião Sincera | Sex Education

 

Lets talk about sex, baby?

Vamos fazer um resumo sobre uma das mais novas séries produzidas pela Netflix: Sex Education. A princípio tive resistência em assistir devido a ser uma série aparentemente juvenil e bem água com açúcar, porém é um estilo que a Netflix tem adotado ultimamente e se disposta a fazer, daí fui conferir.

A série conta a história de Otis (Asa Butterfield) que, devido às circunstâncias da vida, tem a oportunidade de ser um terapeuta sexual temporário da sua escola com a ajuda de Maeve (Emma Mackey). Ambos têm personalidades, famílias e jeitos de resolver a vida bem distintos, mas a "clínica terapêutica" criou frutos e gerou dinheiro para os dois.

A partir desse ponto é que são geradas as polêmicas da série. Cada episódio passa um caso sobre problemas ou dúvidas sexuais que adolescentes/adultos têm. Então vários assuntos vêm à tona, como polução noturna, homo afetividade, machismos, traição, baixa autoestima. Para pincelar um tanto do cenário da série, o típico cenário de ensino médio na TV: um valentão que namora uma popular, um grupo de meninas ricas que esnobam todas as pessoas, um nerd, uma menina com família desestruturada e, por fim, um atleta. É com essas peças que a autora Laurie Nunn aborda nas telas os tabus da sociedade em pleno século 21.

A série não é água com açúcar de forma nenhuma, mas também não deixa a gente com a mente a mil com tantas variáveis. Leve, sutil, crítica e extremamente engraçada, Sex Education tem muita pauta e promete novas temporadas, apesar de ser nova e com atores não tão conhecidos assim pelo público.