Opinião Sincera | Megaman 11

 

E para reforçar o sentimento de nostalgia, tivemos uma ótima surpresa em 2018. Após anos sem notícias do nosso querido robozinho azul, a Capcom, após uma série de remasterizações e pedidos, resolveu lançar um novo jogo da saga Megaman. Porém, dessa vez, utilizando a fórmula clássica da série, temos Megaman 11. Um jogo de plataforma muito mais bonito que seus antecessores e com diversas novidades interessantes, revitalizando a saga, hypando antigos fãs e, quem sabe, conquistando novos.

Megaman 11 chega com o grande desafio de, em meio a diversos jogos famosos e fórmulas diferentes, se sobressair e conseguir colocar um jogo com fórmulas de plataforma clássica no patamar de outros grandes nomes. Um desafio possível, principalmente quando consideramos o quanto que os antigos fãs da série estavam sedentos por um novo jogo e também decepcionados pelos diversos outros que saíram e tentaram imitar a sua fórmula, sem sucesso (vide Might Number 9). De olho nisso, a Capcom decidiu se manter fiel às suas origens, lançando um jogo sem enrolações e apelando para elementos nostálgicos, como por exemplo, o retorno de Rush, nosso querido cão robô, e também da grande dificuldade, que em alguns momentos torna o jogo praticamente impossível.

Inclusive é na dificuldade que esse jogo se supera. Remetendo aos primeiros jogos da saga da era do Nintendinho. Megaman 11 traz uma dificuldade que consegue castigar até mesmo os jogadores mais experientes. Pode parecer exagero dizer que é impossível, mas, caso não se atente às novas mecânicas, esse termo é o que melhor definirá o jogo. Entretanto, este detalhe torna o jogo muito divertido (exceto pelos surtos de raiva causados por algum pequeno erro de cálculo em um pulo ou outro), além de que, conforme avançamos, o jogo se torna mais simples, principalmente pela compra de equipamentos e itens que nos auxiliam no decorrer da aventura.

Falando em compras, essa é uma das novidades do game. Neste jogo, temos a possibilidade de comprar itens que fazem pequenas modificações em nosso personagem e, até mesmo, nos dão a possibilidade de salvá-lo de espinhos e buracos. Isso não é necessariamente uma novidade na saga, porém a forma como foi incrementada e as modificações vieram muito a calhar para evitar que o jogo se tornasse repetitivo.

Falando em novidades, a principal mudança e que também é o ponto de partida da história foi o desenvolvimento do Double Gear, um item que tem a capacidade tanto de deixar o tempo mais lento, como de deixar os ataques do Megaman mais poderosos. O jogo implementa muito bem a nova funcionalidade, trazendo desafios que vão requerer que você as domine para avançar.

A história do jogo também não passa muito longe das suas origens e, novamente, focamos na rivalidade existente entre Dr. Light e Dr. Willy. Em meio a tudo isso, nosso robozinho se vê na missão de chegar até o castelo do vilão e impedir seus planos maléficos. Para isso, ele terá de enfrentar oito chefões, e a cada vitória, ganhará a capacidade de utilizar os poderes do derrotado. Outra novidade muito bem-vinda é que, além de mudar sua cor ao ganhar os novos poderes, também temos mudanças em sua armadura, trazendo um dos aspectos mais bonitos da saga.

Falando em beleza, um dos grandes destaques do jogo é seu visual. O jogo é muito bem desenhado e a combinação de 2D com 3D demonstra toda a evolução gráfica desde a época dos 8 Bits. A trilha sonora, em conjunto, deixa toda a aventura mais épica, causando um sentimento muito bom de familiaridade e nostalgia.

Megaman 11 é o jogo que os fãs tanto pediam e que a saga estava precisando para reavivar seus ânimos e ele consegue cumprir esse objetivo com êxito. Entretanto, mesmo com o retorno, ainda senti um pouco de saudade de buscar itens secretos durante as fases, as famosas peças de armaduras. Ainda assim, o jogo é incrível e altamente recomendável para aqueles que conheceram e jogaram outros jogos da série. Também é um ótimo convite para que novos jogadores conheçam um pouco mais daqueles tempos. A dificuldade pode ser um pequeno entrave para os novatos, afinal é comum que os jogos de hoje facilitem o máximo possível, ainda assim, para aqueles que aceitarem o desafio, o jogo promete horas e horas de diversão, nostalgia e um pouco de sufoco.