Opinião Sincera | Black Mirror

 

Provavelmente você já deve ter ouvido de um amigo ou de um “amigo de um amigo” algo do tipo: “Nossa, isso é muito Black Mirror, velho” (ou algo do gênero). É que esse seriado que cativa muitos e assusta outros tem uma temática futurística em grande parte dos seus episódios. Tecnologia avançada, sociedade muito diferente da atual (dependendo do episódio, deixa de ser muito diferente para drasticamente diferente). Diferente de muitos seriados da atualidade, qualquer episódio de Black Mirror pode ser assistido em qualquer sequência. “Ah, mas isso não vai alterar a história?” Na verdade, não. Ao menos, não muito. Pelo que eu assisti (estou finalizando a quarta temporada), os episódios possuem conexões entre si, mas podem ser considerados mais easter eggs do que uma continuação em si.

Esse seriado é bem curto: são apenas 4 temporadas até o dia em que o texto foi escrito (06/02/2019). A primeira temporada com somente três episódios (a mais curta), a segunda possui quatro episódios, a terceira possui seis episódios e a quarta, que é a mais recente, possui seis episódios (como a terceira). A primeira temporada é a que te faz pensar se você quer assistir ou não, porque, logo de cara (primeiro episódio), a trama é bem simples: (spoiler alert) A princesa Susannah do Reino Unido é sequestrada e, para soltá- la, o primeiro-ministro Michael Callow precisa (está pronto pra isso?) realizar atos sexuais com um porco. Em rede nacional. Nem preciso te dizer como isso se sai, assiste o primeiro episódio e acompanhe de perto como isso acontece.

Depois disso, você se pergunta se vai fazer bem para sua sanidade mental continuar assistindo a esse seriado. Se você tiver vontade de continuar, digo que vale a pena. Os episódios são muito bem-feitos e as tramas de cada episódio são fascinantes. Sem contar que alguns episódios tem reviravoltas ou desfechos de cair o queixo. Se você pensar que é melhor não assistir, pense duas vezes. Garanto que vale a pena continuar assistindo. Para mim, os pontos de parada são: Episódio 1 – Temporada 1 (Hino Nacional – The National Anthem), Episódio 2 – Temporada 2 (Urso Branco – White Bear) e o que seria o mais “forte”: Episódio 3 – Temporada 3 (Manda quem pode – Shut up and dance). Lembrando que esses são os que eu considero mais diferentes dos demais.

No geral, gosto muito desse seriado. Principalmente do filme interativo lançado pela Netflix, chamado “Black Mirror: Bandersnatch”, mas isso fica para outro texto. Ah, é um exclusivo Netflix, então tem lá facilzinho de ser achado. Apesar de tudo, me chame de louco quem quiser, meus episódios favoritos são o Shut up and dance e o Playtest (S03E02). A maioria dos episódios possuem algum significado oculto, lição de moral ou uma crítica social intensa, então recomendo assistir com muita atenção aos detalhes.