Opinião Sincera | Titãs (Primeira Temporada)

 

Baseada nos Novos Titãs, a série é uma adaptação live action criada para o serviço de streaming DC Universe, com a distribuição fora dos Estados Unidos feita pela Netflix. Com apenas 11 episódios, a primeira temporada foi ao ar no dia 12 de outubro de 2018.

A série acompanha Rachel Roth (Ravena) tentando descobrir de onde veio e aprendendo a lidar com a escuridão que vive dentro de si. Enquanto isso, temos Kori (Estelar) sem memórias atrás de respostas e Dick Greyson tentando se afastar do Batman, largar o manto de Robin e começar uma vida normal como detetive em Detroit. O mais “tranquilo” é o Gar (Mutano) que vive numa mansão para pessoas salvas da morte em situações extremas, mas seus caminhos acabam se cruzando com os Titãs e segue com eles nessa jornada de autodescoberta.

Em relação à trama, percebe-se uma certa oscilação com aquela velha técnica de parecer que vamos ter respostas, mas na verdade só somos direcionados para outro lugar que possivelmente terá a resposta, aí parece que a série vai engrenar, mas empaca. Isso acontece com Rachel e Kory e também na relação Dick/Bruce que nunca é aprofundada de fato, fazendo com que apenas tenhamos uma ideia do porquê que Greyson quis seguir outros rumos longe de Bruce.

Ao colocar vários personagens tentando se entender e buscando sua identidade, a série acaba tendo que trabalhar várias histórias paralelas e não se aprofunda muito bem em nenhuma, só dando pequenas peças para que fique a cargo do telespectador juntá-las e, às vezes, esquecendo delas por boa parte da temporada, dando a impressão de que poderia ter sido descartado. O próprio Mutano parece estar ali na equipe só por estar, porque pouco se sabe sobre ele e, aparentemente, ele não tem nenhum objetivo específico a perseguir, sendo o mais “de boas” do grupo, só curtindo a vibe.

Esse fato de ter várias histórias paralelas sendo contadas dá a impressão de que a série não tinha um objetivo muito claro, apenas sabia que o centro seria a trama da Rachel, mas com a necessidade de abordar outras linhas narrativas para preencher os 11 episódios.

Apesar disso tudo, Titãs é uma série divertida que cumpre muito bem o papel de expandir o universo DC na TV, abraçando mais suas origens quadrinescas e saindo do esquema de novela das outras séries na CW, além de ter cenas de ação bem viscerais ao estilo Tarantino, com sangue jorrando para todo lado com o mais leve golpe.

Já estou ansioso para a próxima temporada e para as outras séries que devem vir nessa nova leva do DC Universe.