Opinião Sincera | Dumplin'

 

O novo lançamento da Netflix (não tão novo assim, pois foi lançada na Netflix Brasil três meses depois de ser lançada na Netflix EUA), em um primeiro momento, parece aquele típico drama adolescente bem clichê e piegas, onde no final a garota estranha fica com o garoto bonitão. Mas Dumplin’ mostrou uma perspectiva mais madura e realista do gênero, com a dose certa de comédia, romance, sentimentalismo e drag queens!!

O título Dumplin’ se refere ao apelido carinhoso que Rosie (Jennifer Aniston) dá a sua filha Willowdean (Danielle Macdonald) que é uma garota acima do peso. Dumpling é um bolinho feito de uma massa um pouco doce e bem macia. É possível perceber que esse apelido não é recebido carinhosamente pela adolescente.

Rosie é uma ex-miss que vive dedicando-se a concursos de beleza. Isso gera um conflito entre ela e Willowdean, que não tem o corpo “adequado” para esse tipo de hobbie. Mas ela é uma garota feliz com seu corpo, confiante e que está sempre feliz cantando músicas de Dolly Parton, graças a lições de sua falecida tia.  Ela e suas amigas entram no concurso de beleza de sua pequena cidade no Texas, organizado por sua mãe, como uma forma de protesto ao padrão imposto pela sociedade e a tudo que esses concursos representam.  Durante todo o processo do concurso, vendo-se julgada pelas pessoas (principalmente sua mãe) e não mais por sua amável tia, Willowdean começa a ter dúvidas de si mesma e de seu corpo. É a partir dessa trama que a comédia um tanto satírica se desenvolve.

A questão da aceitação (por parte de si mesmo e da sociedade) de jovens que não possuem a aparência imposta pela sociedade como ideal é um tema extremamente contemporâneo. A Netflix já abordou o tema em séries como Sierra Burges e o cinema já aborda esse tema há muito tempo como em O Amor é Cego (2001), com Jack Black e Hairspray: em busca da fama (2006). Mas a abordagem da Netflix em Dumplin’ foi perfeita. A mistura de comédia/drama com elementos realísticos trouxe um tom de seriedade ao filme, essencial quando se trata de uma questão tão importante. Esse é o motivo pelo qual muitas garotas se identificaram com a personagem e sua história de vida.

Acredito que a Netflix fez um ótimo trabalho nessa nova produção. Ela passa muitas lições de empoderamento, empatia, autoconfiança, autoestima e body positivity de forma muito divertida. Na verdade, deveria ser um filme de parada obrigatória. Certamente a sociedade estava precisando dessa dose de realidade. “O mundo está cheio de pessoas que vão querer dizer quem você é, mas é você quem decide” – Tia Lucy em Dumplin’.