Opinião Sincera | Desaventureiros

 
DESAVENTUREIROS1.gif

Desaventureiros, websérie brasileira de fantasia medieval estilo RPG, é uma produção independente da Maré Geek que se utiliza da ficção para satirizar o nosso cotidiano, abordando temas como política, preconceito, minorias, exploração das relações de trabalho, representatividade LGBT+ e poli amor.

A sinopse oficial apresenta bem a essência da série: “Desaventureiros conta a história de Vic Voz do Vento, um bardo que lidera um grupo de aventureiros classe B para provar para sua Mãe que é digno de um investimento maior em sua carreira. Entre os integrantes do grupo estão Touro Vegano, um anão comunista, Shi, uma elfa feiticeira irritadiça, Fliq, um meio-elfo ladino com dificuldades para se expressar e Geburath, uma clériga de si mesma um-oitavo-orc”.

A primeira temporada de Desaventureiros foi lançada em 2018 no Youtube, sendo indicada a cinco prêmios internacionais, incluindo Melhor Musical e Melhor Figurino no Asia Web Awards. A segunda temporada estreou no dia 9 de maio de 2019, o lançamento de episódios é semanal e a série encontra-se ainda em andamento. Enquanto a primeira temporada seguiu o modelo de sitcom de Brooklyn Nine-Nine, com episódios independentes entre si, um dos grandes destaques da segunda temporada é a introdução de um conflito com a apresentação de novos personagens, seguindo um formato mais sequencial em relação a história de cada episódio.

Quando comecei a assistir a esta websérie, eu cheguei sem grandes expectativas. “Uma série de fantasia medieval brasileira, produção independente e de baixo orçamento? ”, eu me questionava. Mas, admito, eu me surpreendi positivamente ao me deparar com roteiros inteligentes e críticas afiadas recheadas de humor, misturando o cenário dos RPGs com o nosso momento político atual. A diversão ficou ainda maior quando me juntei para assistir em grupo com parte da minha party do RPG, referências que nos remetiam às nossas aventuras nos faziam rir e tornavam a experiência definitivamente mais imersiva.

Os episódios de Desaventureiros são curtos, com menos de 10 minutos, o que torna fácil maratonar em uma tarde. Os episódios não são nem um pouco cansativos, pelo contrário! Ao começar a assistir, queremos ver um episódio atrás do outro para saber qual a nova aventura que nos será apresentada! Além disso, a fotografia e o figurino ganham um destaque especial por serem muito bem representados. Não podemos deixar de mencionar, também, as músicas do bardo, que contribuem para deixar os episódios mais dinâmicos e interativos.

A Maré Geek é uma produtora audiovisual especializada em storytelling, sua missão é contar e divulgar histórias instigantes, que provoquem reflexões e ampliem a representatividade sobretudo no contexto da ficção especulativa (sci-fi e fantasia), prezando pela responsabilidade e pela qualidade. Esse intuito foi bem realizado com a websérie Desaventureiros, que, através de personagens cativantes, explora os problemas sociais e levanta debates e críticas pertinentes, incomodando os geeks com um pensamento mais conservador e chamando a atenção para as consequências deste tipo de conduta através do humor. Definitivamente é uma série que todos deveríamos assistir.