Opinião Sincera | The Ballad of Buster Scruggs

 

The Ballad of Buster Scruggs é uma antologia formada por seis contos, todos ambientados no Velho Oeste, que acompanham os acontecimentos na vida de um pistoleiro, de dois caçadores de recompensa, um ladrão, um mineiro, uma moça solitária e um artista itinerante. O longa foi lançado em 2018 e conta com o roteiro e direção dos irmãos Joel e Ethan Coen.

Logo de cara fiquei esperando uma conexão entre as histórias, já que a maioria delas parece terminar no meio, sem um fim conclusivo e, além do ambiente em que estão inseridos, não parecem ter nada em comum, pois retratam a história de diferentes personalidades e só uma pequena parte de suas vidas, dando a impressão de que você caiu ali de qualquer jeito sem saber direito onde está.

Mas essas são as primeiras impressões. Quando você se deixa levar pelo filme, percebe que as histórias são um conjunto de vários gêneros: tem comédia, drama, melancolia, musical, ação; todos eles desenvolvidos muito bem, tornando os contos individuais e assistir a cada um deles é uma experiência diferente.

Por outro lado, existe um ponto que converge todas a histórias, que precisa de uma observação um pouco mais a fundo, pois, apesar de bastante presente, é tratada de forma banal na maioria dos filmes de faroeste: a morte e o matar. Nesse longa são mostradas as diferentes formas que as pessoas lidam com o fim da vida; tem morte como punição, tem quem se mate para se proteger, quem mata para ficar com aquilo que é do outro ou para conseguir recompensa, e por aí vai. Tudo isso inserido num ambiente hostil, onde de fato conhecemos como as pessoas são, seja nos filmes, seja na vida real, pois, no fim, todos se colocam em primeiro lugar, sempre defendendo seus próprios interesses. 

Por fim, eu particularmente não gosto de filmes de faroeste, porém esse filme não me incomodou. Ele possui todos os elementos comuns dessa temática: os nativos, os saqueadores, o sotaque engraçado, a matança desgovernada, a busca pelo ouro, etc.; mas esses elementos foram tratados com tanta naturalidade que simplesmente fazem parte da história sem causar (na maior parte do tempo) tanta estranheza.

The Ballad of Buster Scruggs de uma forma geral é diferente, inesperado e estranho, mas que vale a pena seja para distrair seja para pensar.