Opinião Sincera | Batman Arkham Asylum

 

Obviamente uma das sagas de super-heróis mais famosas e importantes dos videogames não poderia ficar de fora do nosso site, por isso, hoje falaremos da saga Arkham, mais especificamente do jogo Batman Arkham Asylum, primeiro de uma grande franquia que se tornou referência para diversos outros jogos que, até hoje, utilizam a fórmula “Arkham”.

Batman Arkham Asylum é um jogo de super-herói, de gênero ação e aventura com momentos de stealth, lançado pela Rocksteady Studio. Nele controlamos o Batman, que após capturar o Coringa de mais um de seus ataques, dessa vez à prefeitura, leva-o para o tão conhecido Asilo Arkham para, assim, realizar a sua contenção. O herói tem uma leve intuição de que está tudo sendo fácil demais, mas mantém o seu plano. Após chegarem ao asilo e o coringa ser levado pelos oficiais o nosso herói descobre que sua intuição estava correta e que na verdade tudo era apenas mais um plano do vilão, que queria se “infiltrar” no Asilo e levar o nosso herói junto. A partir disso, por uma noite somos forçados a enfrentar diversos vilões e descobrir o que realmente está acontecendo para, então, conseguirmos ter alguma chance de frustrar o grande plano deste tão aclamado vilão.

Como citado anteriormente, o jogo foi o responsável por criar a fórmula de jogabilidade “Arkham” tão famosa que hoje é replicada em diversos outros jogos, seja de super-heróis ou não, como é o caso do recém lançado “Spider-Man”. No jogo podemos correr, pular, se agachar, esconder, planar com nossa capa e diversos outros movimentos que se mostram bem fluidos.  Mas o que realmente brilha é seu sistema de combate, que traz a possibilidade de executarmos com maestria golpes e contra-ataques incríveis, de forma rápida e fluida com uma imensa simplicidade, fazendo com que combates com dez ou mais adversários ao mesmo tempo se tornem incríveis de se ver e simples de acontecer. (Não confunda simples com fácil)

Também temos momentos onde o stealth reina, afinal, não podemos esquecer que nosso querido detetive trabalha nas sombras, nesses momentos somos convidados a dar conta dos inimigos, um a um sem sermos detectados, fazendo uso de diversos artifícios, seja seu arpéu, sua capa, gárgulas onde podemos nos pendurar e afins. É muito importante que consigamos passar despercebidos pelos inimigos, pois, apesar de nosso herói ser bem resistente aos golpes em combate, não podemos dizer o mesmo quanto aos tiros, já que em poucos segundos podemos perder o jogo caso sejamos alvejados por um ou mais bandidos armados.

Além disso, como nosso herói é um detetive, temos também momentos onde somos convidados a fazer uso de sua perspicácia, analisando áreas de crimes e outros cenários para descobrirmos informações ou acontecimentos de nosso interesse. Nesses momentos a tela muda para cores mais escuras, ativando um visor em nosso capuz e vemos com mais detalhes o mundo e alguns objetos específicos, algo que hoje parece um pouco simples, ainda mais quando comparamos ao modo detetive dos outros jogos da saga, mas que na época já trazia uma bela inovação.

Para esses três aspectos o jogo traz também algumas mecânicas de um RPG, já que podemos evoluir com nosso herói e comprar melhorias que auxiliam na nossa jornada. A cada nível que passamos podemos fazer uma atualização que influenciará em nosso combate trazendo novos golpes ou até mesmo na resistência de nosso personagem, no stealth, permitindo movimentações diferenciadas, ou até mesmo em dispositivos, melhorando os existentes ou até mesmo desbloqueando novos.

Outro ponto onde o jogo se destaca é sua ambientação. O asilo realmente consegue criar um ar pesado, principalmente quando estamos realmente imersos no jogo. Faça uma experiência: Jogue esse jogo de noite ou madrugada usando o headset com um bom volume. Apesar do jogo ser de terror, o silêncio do asilo, os avisos que você escuta e principalmente o toque que frequentemente se repete enquanto se aventura nas salas pode causar um leve desconforto (Um pequeno spoiler à frente), principalmente nos momentos em que adentramos nas loucuras geradas pelo Espantalho. Os momentos iniciais antes de estarmos 100% na epifania geram um clima tenso e estranho nos jogadores. Algo bem-vindo, principalmente se considerarmos o teor e o local onde se passa o jogo.

O jogo é “curto” caso seu foco não seja descobrir todos os seus segredos e explorar totalmente os cenários, sendo possível zera-lo em algumas poucas horas (consegui zerar em uma noite). Apesar disso ele traz uma vasta gama de vilões do nosso querido morcego, tanto para enfrentarmos diretamente, como é o caso do Coringa, Arlequina e do Espantalho, como citado anteriormente, quanto em pequenas aparições ou até mesmo easter eggs, seguindo os exemplos dos enigmas do Charada.

Para aqueles mais aficionados e fãs de longa data do herói, o jogo (e os demais da saga) também funcionam bem como uma enciclopédia interativa, pela grande quantidade de informações que o jogo trás, seja sobre vilões como também sobre os outros personagens recorrentes (ou não) da saga. Claro que, quanto mais informações e segredos você quiser, mais terá de jogar e explorar o asilo. Infelizmente, um dos problemas desse jogo é que conseguir 100% pode se tornar um pouco cansativo, não apenas pela grande quantidade de segredos e enigmas a serem descobertos, mas também pela repetitividade deles, tornando essa atividade até interessante inicialmente, principalmente pelos easter eggs descobertos, porém maçante e chata com o decorrer do tempo.

Batman Arkham Asylum é o primeiro de quatro jogos (Sim, estou contando com o Origins, me julguem), e com isso o pioneiro de uma franquia de muito sucesso, altos e baixos. O jogo, como disse, é o responsável pela criação de uma jogabilidade tão consagrada e por finalmente quebrar o tabu que era falar de jogos de super-heróis, principalmente quando vemos alguns outros exemplos como Superman do Nintendo 64, Mulher Gato e X-Men. O jogo entrega aquilo que promete e bem mais, com certeza é uma boa pedida tanto se você for fã de super heróis ou até mesmo se você estiver procurando um jogo novo e interessante com os elementos aqui citados, sendo para mim um dos melhores jogos de super herói de todos os tempos.

nota 4.png