Opinião Sincera | Democracia em Vertigem

 

É um documentário que tem a cineasta brasileira Petra Costa como produtora, diretora e roteirista. O filme foi lançado no Festival de Sundance e teve seu lançamento ao público através da plataforma de streaming Netflix em 19 de junho deste ano.

O filme começa com o Brasil vivenciando o momento marco de sua história, com a redemocratização, apresentando o povo nas ruas com o movimento pelas “Diretas Já”. A diretora apresenta ao público, de forma subjetiva, os últimos 30 anos de política do país expondo o desequilíbrio das políticas ideológicas da esquerda e da direita, tangenciando o jogo das relações de poder, atual responsável da crise institucional que o país vive.

A produtora traz imagens de arquivos de partidos políticos que se misturam com o seu acervo pessoal trazendo fatos desde o período da ditadura militar, o crescimento dos movimentos sindicais no país, a ascensão do PT, do ex-presidente Lula, os escândalos de corrupção, o governo Dilma, as manifestações do impeachment e ascensão do atual presidente Bolsonaro.

A vontade de fazer um documentário em relação à democracia surgiu quando a cineasta se encontrava em uma manifestação em apoio ao impeachment da presidente Dilma Roussef, quando ela presenciou manifestantes com camisas vermelhas contra o impeachment serem expulsos do evento, descaracterizando o termo democracia. Após o impeachment, percebe-se a incitação à violência crescer e dificuldade nos diálogos, dificultando cada vez mais a restauração do equilíbrio democrático.

Petra Costa começa a se ver em uma situação complicada, onde “o político que diminuiu a miséria e a fome, que transformou o Brasil na sétima potência mundial” se torna alvo de investigações de corrupção, é julgado e preso pouco antes das eleições em que liderava as pesquisas.

O documentário mostra a operação Lava Jato comandada pelo então juiz federal Sérgio Moro que trouxe à tona arranjos e vazamentos de negociações de bastidores dos três poderes, colocando em destaque a ética e a moral de partidos e políticos. Enquanto isso, vemos que nós, cidadãos brasileiros, vivemos dias de vertigem, oscilando entre os extremos ideológicos.

Ao deixar ideologias políticas pessoais de lado, é um documentário que vale apena ser visto, pois ele mostra os dois lados da moeda, os prós e os contras dos governos Lula e Dilma e os posicionamentos questionáveis do atual presidente Bolsonaro.

É um documentário para também se emocionar com a força do povo, com as melhorias do Brasil, apesar do longo caminho pela frente para atingir o ideal.